Rebanho de ovelhas (C2)

Rebanho de ovelhas como agente urbano não mecânico de controlo de vegetação e conservação do solo


Esta ação visa manter um rebanho de ovelhas como agente natural (não mecânico) no controlo de vegetação e melhoria da qualidade solo.

Associar o pastoreio de animais à manutenção da infraestrutura verde, para além de reduzir o esforço humano e o consumo de energia associados ao corte tradicional, também contribui para potenciar os serviços de ecossistema das pastagens. A utilização do rebanho permite o aumento da matéria orgânica do solo, aumentando a sua humidade relativa, contribuindo assim para a estabilização do solo e controle da taxa de erosão.

A redução do consumo de energia também contribui para a redução das emissões de C02.

Apesar de o ovil ser localizado no Parque da Bela Vista, estão previstas deslocalizações a outras áreas verdes da cidade.

Esta ação, inovadora em ambiente urbano, implica uma avaliação dos resultados para determinar a sua viabilidade e benefícios para a infraestrutura verde.
 

Os custos desta ação representam 14% do orçamento total do projeto estando previstas as seguintes tarefas:

  • Instalação de ovil na Bela Vista

Para garantir a segurança e a viabilidade da ação do rebanho, é necessário haver uma estrutura de apoio para manter as ovelhas durante a noite, apoiar a gestão diária, e também para apoiar algumas atividades de divulgação/sensibilização.

  • Rebanho a pastar no Parque da Bela Vista

A gestão diária do rebanho num espaço público exige um serviço especializado de pastor que também fornece informação sobre o projeto e importância e vantagens da utilização do rebanho em espaços verdes;

Cercas para garantir a segurança de ovelhas e cidadãos (visitantes) são colocadas no local.

  • Rebanho a pastar noutros espaços verdes

Está também previsto transportar as ovelhas para outras áreas com prados, nomeadamente no parque Alto da Ajuda. Nestes casos, o rebanho é transportado para os locais para pastar durante o dia, regressando ao entardecer à Bela Vista.

 


 

Prazo: início da instalação do ovil no final de 2020; fase experimental de utilização de rebanho a iniciar no final de 2020